Blog Audicon

O contador e a Bolsa de Valores

26/06/2019 por Audicon
Visualizacoes: 156
A Bolsa de Valores acima dos 100 mil pontos em sua máxima histórica e o recente recorde de 1 milhão de CPF’s inscritos devolveram o tema “investimentos” aos noticiários em horário nobre. Prova também do vento favorável é a movimentação de diversas empresas com planos para abertura de capital (IPO) ainda este ano. 
Além de ser o responsável pela elaboração das demonstrações financeiras tão aguardadas por stakeholders a cada trimestre de acordo com as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS) , o contador é um excelente investidor em potencial. O contador é o responsável por transformar dados em informações valiosas para o seu cliente, no mercado de capitais fazemos isso com foco na maximização de lucro para o cliente. 
O crescimento do setor abre oportunidades para que o profissional contábil atue como analista de investimentos, gestor de carteira e gerente de relação com investidores. Falar e entender a linguagem do mercado é uma vantagem em relação a outros profissionais. O investidor, assim como o contador precisa ter visão lógica sobre a realidade da organização e por isso não basta ter acesso a informação, é preciso filtrá-la e traduzi-la. 
Esta capacidade analítica de ler e interpretar demonstrações financeiras e sintetizar essas informações para o cliente faz do contador um verdadeiro cientista da riqueza e do patrimônio. Sim, é verdade que a burocracia brasileira nos faz até esquecer qual é a nossa verdadeira vocação. Mas se somos tão eficientes em auxiliar empresas e pessoas físicas nas decisões de investimento, por que então não aplicar todo nosso conhecimento e dom em benefício próprio? 
Ter uma carteira própria de investimentos trará a confiança e autoridade necessária pra agregar mais esse serviço ao nosso escritório. Existem outras características de um contador que o torna um excelente candidato a obter grandes retornos na Bolsa de Valores.  E aí contador, como andam os seus investimentos?